Onde fica Nova Iguaçu?

Me rendi em 2046. Ou antes, no episódio do alfaiate em Eros. Antes dele, refutei Amor à flor da pele porque amores impossíveis ou inoportunos doem – e este parecia doer mais do que todos. Enfim, falo de Wong Kar Wai. Em respeito à poética de sua filmografia, deveria colocar um ponto final e encerrar este texto porque ela dispensa qualquer palavra. Basta deixar-se levar, permitir que o conduza para alcançar o absoluto enlevo, sutilezas que vão se formando e explodem em cores, canções e arrebatamento pelo contínuo cruzamento de signos, símbolos, verdades efêmeras.

Ele está novamente no Rio de Janeiro com My Blueberry Nights (“Um beijo roubado”). Em algum lugar do mundo ele deveria postar a receita daquela torta em cujo recheio o sorvete de creme derrete em close, o branco invadindo o rubro lentamente.

Leio no Wikipedia que ele nasceu em Xangai e emigrou para Hong King aos cinco anos, deixando a família – que não reencontrou pelos 10 anos próximos. Em 1980, com 22 anos, abandonou a escola para integrar um programa de roteiro, nunca tendo chegado a ingressar numa escola de cinema (e quem seria o louco que se acharia capaz de ensiná-lo alguma coisa?…)

Há um Wong Kar Wai seminal nas locadoras, chamado Happy Together. Quem disse que My Blueberry Nights é seu primeiro filme fora de Hong Kong se engana. Na película de 1997, um casal gay de Hong Kong emigra para Buenos Aires porque quer conhecer as Cataratas do Iguaçu, já que se presentearam com uma luminária que a estampa. Lá estão as vitrines, as expressões filmadas através do vidro, os letreiros e o neon que ele repetiu com Jude Law e Norah Jones.

O amor passional não dá certo. Brigas, ódio e o jogo de culpa são temperados com fotogramas em preto e branco e muito tango. As cataratas estão lá: coloridas, monumentais e mostradas, em câmera lenta, num vôo emoldurado por Caetano cantando Curucuru Paloma.

Logo no início do filme – que engana, parecendo um road movie – um dos personagens pára o carro e pergunta: “Onde fica Nova Iguaçu?” Quem diria? Wong Kar Wai tem raízes no Rio de Janeiro. Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Escrito por: Rosane Serro
Categoria: Zuppa (Blogspot)

Comente